Carregando...

0

Todos nós temos sonhos e metas para realizar, mesmo num momento igual ao que estamos passando, por isso é sempre algo bom e que nos motiva a continuar em busca de uma vida plena e melhor.

Porém, para atingirmos a maioria desses sonhos e metas, de alguma forma, precisaremos de um valor financeiro que proporciona essa possibilidade de gestão entre nossa vida pessoal e a profissional.

É importante nos prepararmos para sabermos mesclar essas duas vidas. E a liberdade financeira é a responsável por não nos fazer viver apenas para buscar o mínimo.

Para que possamos alcançar essa autonomia, é importante empregar uma boa metodologia.

Listamos aqui algumas dicas para que você possa se tornar financeiramente livre da forma mais simples e direta.

→ VEJA COMO SER UM INVESTIDOR DE SUCESSO

Liberdade financeira: qual é a importância de ser livre?

Hoje ela é uma necessidade para alcançar um nível mínimo de bem-estar. Na verdade, é um estado de viver bem em vez de sobreviver, no momento atual ela é uma das melhores formas de lidar com essa incerteza social, política e econômica.

A liberdade financeira permite que você possa atender às suas necessidades sem que sua escolha seja limitada pelo seu orçamento, proporcionando maior felicidade e conforto em certas situações.

Além do mais, ela permite que você realize seus projetos enquanto pode aproveitar prazeres sem se sentir pressionado ao fim do mês.

Por exemplo, você pode viver fazendo algumas coisas que gosta e administrando seu tempo de uma forma que possibilite, fazer um hobbie como academia, artes marciais, corrida, etc.

A liberdade financeira é um dos pilares para liberdade de tempo, liberdade de poder ir para onde quiser e tantas outras. Ela é o primeiro pilar para a mudança da sua vida.

→ VEJA AQUI A DIFERENÇA DE INVESTIR E ECONOMIZAR

Como alcançar a liberdade financeira?

A liberdade financeira é um jogo para o médio prazo. Ela exige paciência e comprometimento, porém, os frutos dela sempre compensarão.

Para que você tenha isso, é essencial uma forte determinação para se manter firme e lutar por essa liberdade.

O primeiro passo é a eliminação de dívidas. Isso será capaz de te livrar de problemas futuros e te mostrará o quão bom é estar com as contas em dia para iniciarmos este processo.

Passo 1: Identifique e desenvolva habilidades

Para criar uma liberdade financeira, é importante ter em mente e desenvolver uma renda secundária, além do seu sustento.

Dessa forma, você pode desenvolver e aproveitar das suas habilidades para criar uma renda secundária.

Tenha em mente que ao desenvolver o seu próprio negócio como segundo plano, isso só começará a te dar bons lucros em médio a longo prazo.

Além disso, o essencial para desenvolver novas habilidades e aperfeiçoar o seu negócio é preciso de muito estudo e prática.

De nada adianta você estudar sem colocar em prática, ou, praticar sem estudar. Ambas te trarão um resultado baixo e você poderá achar que a meta é algo inatingível.

→ VEJA COMO SER UM INVESTIDOR DE SUCESSO

Passo 2: Crie rendas extras

Aqui entra a ideia de você ter outras pequenas fontes de rendas que podem te auxiliar a fazer um “pé de meia”.

Todos nós temos habilidades que podemos cobrar para ensinar. Você pode ser um bom vendedor, ou ter uma boa oratória, isso te permite cobrar por hora de aula.

Esse dinheiro extra deve ser utilizado para você pagar suas dívidas ou fazer uma reserva financeira.

Caso você já tenha feito os dois, o próximo passo é começar a buscar sobre investimentos a médio – longo prazo. Eles serão os responsáveis pela sua liberdade financeira bem mais rápido.

→ VEJA COMO CRIAR RENDAS EXTRAS

Passo 3: Invista em ativos

Como falamos, investir em ativos como Fundos Imobiliários, Renda Fixa, Tesouro Direto e entre outros, é uma excelente forma de você sair de uma renda fixa e baixa para sua liberdade financeira.

Com eles você pode economizar tempo, e esse é o melhor ativo de todos e o único que você não pode comprar.

Quando você reinveste você está fazendo o que chamamos de efeito bola de neve. Sendo assim, o seu dinheiro começa a render sem precisar que faça nada e a aumentar os seus lucros.

O investimento é uma forma de você lucrar sem precisar ficar gastando o seu tempo, pois não há a necessidade de ficar trabalhando nos investimentos para que o seu dinheiro renda.

Portanto, o investimento é uma excelente opção para desenvolver sua liberdade financeira da melhor forma.

→ VEJA COMO SER UM INVESTIDOR DE SUCESSO

Passo 4: Ganhe renda extra com dividendos mensais

O dividendo mensal é um valor pago por uma empresa aos seus acionistas. Muitas pessoas agora são seduzidas por esse tipo de investimento para gerar renda adicional.

Uma das principais formas de se ganhar este dividendo é com o FII. Nesse tipo de investimento o cronograma de pagamento e o valor de recebimento é definido pela Assembleia Geral e votado pelos acionistas.

Por exemplo, quando você compra já terá acesso a esses dados, ou seja, saberá a margem de quanto ganhará (talvez ela varie um pouco) e quando ganhará. É um dos investimentos mais seguros do mercado!

Quanto mais ações você possuir, maior será o valor total recebido. A soma que os acionistas receberão não é fixa ou pré-definida, pois dependerá dos lucros da empresa no ano anterior.

→ VEJA COMO GANHAR DIVIDENDOS

Passo 5: Foco na distribuição de dividendos

A frequência de distribuição de um dividendo é geralmente anual, mas também pode ser paga regularmente, a cada mês, graças às ações de dividendos mensais.

Fundos imobiliários, por exemplo, geralmente eles pagam de forma mensal ou de forma semestral os seus rendimentos.

Existem duas opções para pagamento de dividendos: você pode receber em dinheiro ou esse valor pode ser realocado de novo na empresa.

Empresas como o Facebook e Google não pagam dividendos, elas pegam esse valor e fazem uma recompra de ações com rendimentos entre 8,38% e 2,36%.

Portanto, se você deseja fazer o seu dinheiro render a longo prazo, essa pode ser uma das melhores opções. Pois terá o valor rendendo sempre mais, aumentando o valor das suas ações.

→ Cálculos de dividendos mensais

  • Em caso de lucro: os dividendos são deduzidos dos lucros pela empresa, de quaisquer valores em reservas distribuíveis ou mesmo de quaisquer lucros acumulados;
  • Em caso de prejuízo: os dividendos serão sacados das reservas ou da liquidez da empresa. Mesmo assim, os acionistas podem reivindicar todo o dividendo ou apenas parte dele.

É o acionista que decidirá se irá querer sacar o dinheiro ou reinvestir, em caso de prejuízos que possam ocorrer em algum ano atípico.

→ APRENDA A SER UM INVESTIR DE SUCESSO AQUI

Como escolher ações?

A escolha de ações vem de como você deseja que aquele valor retorne e principalmente no tempo que deseja esse retorno.

Por exemplo, se você já tem um fundo emergencial, já não tem dívidas e deseja iniciar o investimento a longo prazo. Uma ótima opção seria empresas que já tem um renome, como por exemplo:

  • Google;
  • Apple;
  • Amazon;
  • Tesla;
  • Fundos Imobiliários de renomes;
  • E entre outros.

Uma coisa importante também é ter uma diversificação dentro da sua carteira. Por melhores que sejam as ações, é sempre arriscado manter todo o seu dinheiro apenas em uma coisa só.

Se você tem um desejo a médio prazo, entre dois a cinco anos, a melhor opção para você é coisas como a Renda Fixa. Ela te trará um retorno bom e você pode se programar para realizar o saque perto da data que deseja.

Se você tem pensamento a curto prazo, entre um mês e um ano, este mercado pode não ser tão bom para você. E neste caso, é recomendado fazer uma renda maior.

→ APRENDA A SER UM INVESTIR DE SUCESSO AQUI

Conclusão

A liberdade financeira é um projeto para toda uma vida, e quanto mais você se dedica nela, mais retorno ela te trará.

Existe uma frase que diz que se você não colocar o dinheiro para correr atrás de você, é você quem irá correr atrás dele.

Liberdade financeira é a capacidade de se programar e usar de algumas estratégias para fazer com que você não precise correr atrás dele, ou ao menos, não de forma tão desesperada.

→ VEJA COMO SER UM INVESTIDOR DE SUCESSO